Inscreva-se AQUI no workshop de Pensamento Crítico.

Workshop Pensamento Crítico

Sinopse: Pensamento crítico é hoje uma competência cada vez mais vital — mas também mais rara. De um lado, o sistema de ensino tradicional prepara-nos mal para lidar com problemas abertos e desafios novos. Por seu lado, a especialização crescente torna-nos cada vez mais conhecedores sobre a nossa área, mas também, muitas vezes, menos despertos para conceitos e formas de pensar alternativos. Ao mesmo tempo, a complexificação crescente do mundo confronta-nos, diariamente, com problemas novos e desafiantes. E as alterações tecnológicas — em particular a expansão da Inteligência Artificial — têm tornado a capacidade de lidar com problemas abertos e multidimensionais cada vez mais relevante. Estes workshops de Pensamento Crítico procuram, assim, sensibilizar e treinar um conjunto de competências essenciais para compreender e navegar o mundo de hoje, seja na vida pessoal, na discussão política ou na vida profissional. 

O programa de workshops de Pensamento Crítico está dividido em quatro módulos — relacionados entre si, mas que podem ser frequentados de forma independente.

O Módulo 1, Argumentar com lógica, corresponde ao entendimento mais clássico de Pensamento Crítico, incluindo a capacidade de raciocinar de forma lógica, compreender os argumentos com que nos confrontamos, nos seus vários tipos, avaliar criticamente argumentos, detectar (e evitar) falácias lógicas e apresentar as nossas ideias com clareza.

Mas o Pensamento Crítico está longe de se esgotar na argumentação. Grande parte do nosso pensamento, na vida profissional e pessoal, dedica-se a outra tarefa igualmente importante: desvendar As Causas das Coisas (Módulo 2). Isto é, procurar as melhores explicações para diferentes fenómenos: seja para formar opinião sobre temas importantes do debate público — como as Alterações Climáticas ou a evolução da economia —, para perceber porque pioraram as vendas da nossa empresa ou mesmo para nos ajudar na nossa vida pessoal (e as explicações são também, elas próprias, muitas vezes premissas dos argumentos). Para conseguirmos chegar às melhores explicações é necessário, em alguns casos, avaliar criticamente as explicações dos outros (ex: um artigo de jornal, um comentador na TV ou um relatório interno) e, noutros, conseguir gerar por nós próprios as explicações mais adequadas. Neste módulo cobriremos, entre outros tópicos: os erros mais comuns e o papel dos vieses cognitivos, causalidade e os diferentes tipos de causas, e alguns aspectos essenciais para compreender o funcionamento do mundo (incluindo a diferença entre correlação e causalidade e a importância do factor-aleatoriedade).

O terceiro módulo corresponde a outra área em que o pensamento crítico é fundamental: decidir sob incerteza e com informação imperfeita. Decidir bem quando realmente importa é algo que nos toca a todos — na nossa vida pessoal  e no nosso trabalho — e que se tem tornado cada vez mais desafiante (perante a complexificação do Mundo) e cada vez mais necessário (à medida que tarefas mais replicáveis vão sendo substituídas pela AI). Mas como conseguir tomar as melhores decisões com acesso a informação imperfeita e com um futuro necessariamente incerto? Para consegui-lo, é necessário abordar a tomada de decisão de forma sistemática e estar atento aos enviesamentos da nossa própria mente. Neste módulo abordaremos, entre outros aspectos, teoria da decisão, os vieses cognitivos e outras limitações da mente humana que mais nos levam a más decisões, como tirar partido da inteligência colectiva nas equipas, como pensar probabilisticamente e como adoptar uma abordagem test & learn para melhorar as nossas decisões ao longo do tempo.

Para conseguirmos gerar explicações precisas, decisões robustas e  argumentos válidos precisamos, também, de acesso a números e factos confiáveis, o 4º e último módulo. Nunca como hoje — com a expansão da tecnologia e dos big data — a informação quantitativa esteve tão disponível e presente em todas as áreas da nossa vida. Ao mesmo tempo, porém, nunca foi tão difícil distinguir informação verdadeira de informação imprecisa, ou, mesmo, enganadora. Este é particularmente o caso dos números, que encontramos em todo o lado — no trabalho e na vida pessoal —, muitas vezes sem saber a sua proveniência ou como foram calculados. Neste módulo abordaremos os problemas mais comuns com a informação numérica nos dias de hoje — desde o modo como é produzida às estatísticas usadas para a apresentar —, as falácias numéricas mais comuns e a multitude de formas como os gráficos, em particular, nos podem enganar sem darmos conta.

Não perca o próximo.

DEZENAS WORKSHOPS REALIZADOS POR TODO O PAÍS E ONLINE:

COMO FUNCIONA:

TESTEMUNHOS DE PARTICIPANTES: